Fatores Críticos de Sucesso nas Implantações de Software de Gestão Integrada em Entidades de Saúde

Elisangela dos Santos Nunes, Sonia Francisca Monken de Assis, Evandro Luiz Lopes

Resumo


Este trabalho tem como principal objetivo a identificação dos fatores críticos de sucesso para melhorar a aplicabilidade de metodologias de implantações/implementações de software de gestão integrada em instituições de saúde. A visão será de uma empresa que implanta/implementa softwares de gestão hospitalar - ERP (Enterprise Resource Planning). A relevância da temática é relacionada à importância de cada fase da implantação dos softwares de gestão integrada e da necessidade dos levantamentos de informações, do mapeamento de processos, da identificação dos fatores críticos de sucesso (FCS) e de todas as demais premissas necessárias para uma implantação bem-sucedida de cada módulo contratado, visando atender às necessidades da instituição contratante. Como principal resultado, ficou evidente que quando todos os processos são mapeados e os FCS são identificados e compilados haverá mitigação das falhas na implantação de projetos, redução de tempo e de custos de implantação, além de potencialização da satisfação dos usuários e da própria gestão.

Palavras-chave


Fatores Críticos de Sucesso, Gestão de Projetos, Gestão de Processos, Inovação e Tecnologia de Informação

Texto completo:

PDF

Referências


ABPMP. (2009). BPM CBOK. 1.Ed.

ABPMP, A. o. (2013). BPM CBOK. 2.Ed.

Albertin, A. (2001). Valor estratégico dos projetos de tecnologia de informação. Revista de Administração de Empresa, pp. Sep; 41(3):42-50.

Berlezzi, F. d. (2008). Fatores que Determinam a Escolha de Software De Gestão Integrada (Sistema ERP) EM PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS. EVISTA DA MICRO E PEQUENA EMPRESA, 3-20.

Biancolino, C., Riccio , E., & Maccari , E. (2011). SOA, ERP II e Competências Organizacionais. Revista de Ciências da Administração, pp. 13-30.

Carvalho, M. M., & Rabechini Jr, R. (2015). Construindo Competências para Gerenciar Projetos. : . São Paulo: Editora Atlas - 4ª edição.

Carvalho, R. B. (2008). Avaliação da Implantação de ERP: Estudo de Caso de um Hospital de Grande Porte. Anais do XXXII Encontro da ANPAD, p. 6.

Castro, F. (30 de 12 de 2014). http://www.aprimorar.com/. Fonte: http://www.aprimorar.com/a-importancia-da-tecnologia-da-informacao-associada-a-gestao-empresarial

Catellino , G. G., Botter, R. C., & Itelvino , L. d. (junho de 2010). Os Fatores Críticos de Sucesso para a implantação de sistemas. SEGeT – Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia, pp. 2-12.

Choma, J., Zaina, L., Amaral, A., & Oliveira, P. (2014). Identificação das necessidades de interação dos usuários em Sistema ERP: Proposta de Metodologia. Thilhas Técnicas - SBSI , pp. 411-420.

Galas, E., & Marques, É. (setembro de 2006). Impactos do Grau de Importância dos Fatores na Avaliação do Nível de Alinhamento da Tecnologia da Informação com o Negócio. EnANPAD - 30.Encontro da ANPAD.

Gamboa, F., Caputo, M., & Bresciani Filho, E. (2004). Método para gestão de riscos em implementações de sistemas ERP baseado em fatores críticos de sucesso. . Revista de Gestão da Tecnologia e Sistemas de Informações, 1 (1), 45-62.

Gomes , C., & Vanalle, R. (2001). Aspectos Críticos para a implementação de sistemas ERP. XXI ENEGEP. Salvador/BA.

Gonçalves, J. E. (2000). As empresas são grandes coleções de processos. RAE, 40(1), 7.

Hypolito, C., & Pamplona, E. (1999). Sistemas de gestão integrada: conceitos e considerações em uma implantação. 19 ENEGEP, pp. http://www.facear.edu.br/blogfabiano/engenharia/2013/Aula7%20-%20Artigo%20ERP%20e%20Processos.pdf.

Jannuzzi, C. A. (2014). Sistema de informação: um entendimento conceitual para a sua aplicação nas organizações empresariais. Perspectivas em Ciência da Informação, 19(4) 94-117.

Lima, M. (2007). A Gestão da Qualidade e o Redesenho de Processos como Modelo de Desenvolvimento Organizacional em Hospitais Públicos. UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS, Campinas.

Marakas, G. M., & O'Brien, J. A. (2010). Administração de sistemas de informação: uma introdução,. v. 13.

Marin, H. d. (2010). Sistemas de informação em saúde: considerações gerais. Journal of Health Informatics,. Journal of Health Informatics, v. 2, n. 1.

Martins, G., & Theóphilo, C. (2009). Metodologia da pesquisa científica para ciências sociais aplicadas. São Paulo: Atlas.

Oakland, J. (1994). Gerenciamento da qualidade total. NBL Editora.

Perez, G. &. (2010). Perez, G., &Fatores determinantes da adoção de sistemas de informação na área de saúde: um estudo sobre o prontuário médico eletrônico. RAM. Revista de Administração Mackenzie (Online), pp. 11(1), 174-200.

PMBOK. (2013). A Guide to the Project Management Body of Knowledge. USA: Project Management Institute, 5ª edição.

PMI, P. . (2008). A Guide to the Project Management Body of Knowledge. USA: Project Management Institute. Fourth Edition.

Rabechini Jr, R. C. (2002). Fatores críticos para implementação de gerenciamento por projetos: o caso de uma organização de pesquisa. Revista Produção, 12(2), 28-41.

Souza, C., & ZWICKER, R. (2000). Sistemas Integrados de Gestão Emprearial: Estudos de casos de implementação de Sistemas ERP. São Paulo : Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade.

Valentim, M. (2010). Gestão Mediação e uso da informação. São Paulo : Cultura Academica.

Valeriano, D. (2002). Gerenciamento Estratégico e Administração por projetos . São Paulo : Pearson Education do Brasil .

Vecina Neto, G., & Malik, A. M. (2014). Gestão em Saúde. Rio de Janeiro : Guanabara .




DOI: http://dx.doi.org/10.21902/jhmreview.v2i2.323

Apontamentos

  • Não há apontamentos.